Terça-feira, 21 de Março de 2006

Textos que daríamos a ler a William Shatner 9*

.
I like your twisted point of view, Mike. I like your questioning eyebrows. You've made it pretty clear what you like. It's only fair to tell you now that I leave early in the morning and I won't be back till next year. I see that kiss-me pucker forming, but maybe you should plug it with a beer, cause: Papa was a rodeo - Mama was a rock'n'roll band. I could play guitar and rope a steer before I learned to stand. Home was anywhere with diesel gas - Love was a trucker's hand. Never stuck around long enough for a one night stand. Before you kiss me, you should know: Papa was a rodeo.

The light reflecting off the mirror ball looks like a thousand swirling eyes. They make me think I shouldn't be here at all. You know, every minute someone dies. What are we doing in this dive bar? How can you live in a place like this? Why don't you just get into my car? and I'll take you away, I'll take that kiss now, but Papa was a rodeo - Mama was a rock'n'roll band. I could play guitar and rope a steer before I learned to stand. Home was anywhere with diesel gas - Love was a trucker's hand. Never stuck around long enough for a one night stand. Before you kiss me, you should know: Papa was a rodeo.

And now it's 55 years later, we've had the romance of the century. After all these years wrestling gators I still feel like crying when I think of what you said to me: "Papa was a rodeo - Mama was a rock'n'roll band. I could play guitar and rope a steer before I learned to stand. Home was anywhere with diesel gas - Love was a trucker's hand. Never stuck around long enough for a one night stand."

Before you kiss me you should know - Papa was a rodeo. What a coincidence, your Papa was a rodeo too.


*Não morrerá, com certeza, este grande primeiro movimento interbloguístico organizado de que há memória. Num dia como tantos outros, à tardinha, três bastante grandes amigos – Maria das Flores , Le Fante e esta pessoa – chegaram à conclusão de que o mundo seria um muito melhor lugar para se viver sem que se sobrevalorizassem compulsiva e cegamente situações como o Jack Johnson, a Scarlett Johansson, os Arcade Fire, o João Pereira, os Keane, os anos oitenta, a Diane Krall, o pudinzinho flã caseiro, o Sun Ra, o ruibarbo (referência britânica), o Glenn Miller, os Arctic Monkeys**, a Dra. Uhlenbroek (referência britânica) e o Nuno Galopim. Nesse dia à tardinha, estes amigos sentaram-se à mesa e, de forma extremamente inteligente e pausada, decidiram trazer um novo alento às suas vidas e às vidas dos demais: a haver alguém a ser sobrevalorizado, será, sem margem para qualquer dúvidazinha que seja, o inexcedível William Shatner.



We love you, Mr. Dom William Shatner!



**NOVO

publicado pela batukada às 10:54
link
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

E-mail

batukada_ms@hotmail.com

Gira-discos 'sebem

Aprecie o silêncio

Arquivos

Maio 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

blogs SAPO