Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

Free Michael – So let me hold you tight and share a killer, diller, chiller

 

Photobucket

 

 

Há 25 anos saía o Thriller, um dos grandes álbuns que a pop viu nascer. Lá em casa, o vinil do Thriller (bem como o do Of the Wall e do Bad) viveu até há cerca de doze anos, altura em que o meu pai decidiu fazer uma limpeza à discografia e mandou tudo quanto era vinilada para o lixo ("oh ié, oh ié, CD é que é", justificou ele na altura). Deu, contudo, para eu ter as letras todas decoradas e cantadas até à exaustão. A certa altura (quando comecei a ser adolescente, creio), deixei de ouvir Michael Jackson por vergonha (é verdade). Ou seja, consumi todas as músicas do Dangerous só através da rádio e da MTV (belos tempos, os de 1990, 91, 92 e 93, em que a minha única preocupação era pôr a gravar os MTV Unpluggeds, os best of the best, os camandros e os catanos...), e camufladamente. Ninguém desconfiou que eu as sabia. Depois do Dangerous, perdi o fio à meada. Na verdade, coisas mais interessantes começaram a brotar por todos os lados, vá.

 

Ora bem, mas – mas – há outro aspecto do Thriller que tem obrigatoriamente de ser retomado, e nada melhor que este aniversário. Sem saudosismo algum, atenção, só para referir. Abaixo o saudosimo, inclusive. Trata-se da versão da canção homónima adaptada pelos Queijinhos Frescos (a melhor banda de covers adaptados de todos os tempos). Com a métrica do original respeitada ao milímetro, os Queijinhos fizeram do Thriller canção o seguinte:

 

«Pedi à mãe (arrastar o "mãe" aqui) que me deixasse ver na televisão (ler "tlevisão")

Um filme de (arrastar o "de") terror (travou) que às vezes dá na última sessão...»

 

Não me lembro do resto, nem o consigo encontrar em lado nenhum, até porque o vinil dos Queijinhos Frescos teve o mesmo final do Thriller ("o h ié, oh ié" etc.). Mas que era giro era.

publicado pela batukada às 09:32
link
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

E-mail

batukada_ms@hotmail.com

Gira-discos 'sebem

Aprecie o silêncio

Arquivos

Maio 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

blogs SAPO