Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2004

Hi-Yo, Silver! Away!

O Nuno Prata foi o senhor que entreteve, ontem, com uma viola-baixo e uma guitarrinha – que pouco tempo utilizou –, a plateia, da qual fiz parte, do Fórum Lisboa, que esperava sentada – numas cadeiras grandes, daquelas que mais um bocado e não se pisava, como deve de ser, o chão, mas confortáveis – pelo Josh Rouse. É um tipo de cadeira a dar para o duro, que, à partida, um gajo estranha. Daquelas em que uma pessoa assenta a nalga e antevê o inferno que a espera por cerca de duas ou três horas, dependendo dos encores, e acusa imediatamente de banhada, mas afinal não. A gente até se sente lá bem. Aconteceu-me precisamente a mesma situação este fim-de-semana, mas com um colchão. O colchão parecia tijolo. Não, a sério, alvenaria pura. Uma pessoa deitava-se e pensava "estou lixada com isto; bonito serviço", mas não. Proporcionou uma noite de incrível descanso. Impressionante. Gostei muito do Fórum Lisboa, nesse sentido.



Bom, uma pessoa olha para o Nuno Prata e vê logo que ele só pode ser de bom fundo. Um rapaz magrinho, médio alto, um bocado de barba a mais, todo vestido de preto desbotado ou castanho-escuro comido pelo sol, cabelo comprido, apanhado, muito bem-disposto, com a calorosa pronúncia do norte e por aí fora. Era o rapaz que tocava baixo nos gigantes Ornatos Violeta. Bastante interessante, o Nuno Prata. Bastante interessante até porque foi homenzinho para ali chegar, agarrar, e dar um concerto de viola-baixo, com músicas bastante sugestivas, sob ponto de vista narrativo. E foi rapaz – é que foi - que cumpriu, na perfeição, a sua missão: deixar-nos ali prontos para aplaudir com muita força e ansiedade o Josh Rouse. O Rouse, durante quase todo o gracioso e animado concerto que deu, não parava de olhar para os seus próprios movimentos que deambulavam pelas paredes do Fórum Lisboa, fruto do muito bem esgalhado jogo de luzes que por ali andava. Pudera, aquilo estava muito bom. Tive, inclusivamente, a oportunidade, quando tudo tinha já acabado, de lhe dizer pessoalmente, lá no café do Fórum, “nice concert, Josh”, ao que ele agradeceu. Verdade. Uma bela noite, a de ontem.



Quem eu também gostava muito de conhecer era o Pharrell.



publicado pela batukada às 22:19
link do post | comentar

E-mail

batukada_ms@hotmail.com

Gira-discos 'sebem

Aprecie o silêncio

Arquivos

Maio 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

blogs SAPO