Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

Eu não quero ver você cuspindo ódio

Eu não quero ver você fumando ópio, pra sarar a dor. Eu não quero ver você chorar veneno, não quero beber o teu café pequeno. Eu não quero isso seja lá o que isso for. Eu não quero aquele, eu não quero aquilo. Peixe na boca do crocodilo, braço da vênus de milho acenando ciao.

 
Não quero medir a altura do tombo. Nem passar Agosto esperando Setembro. Se bem me lembro, o melhor futuro este hoje escuro. O maior desejo da boca é o beijo. Eu não quero ter o Tejo me escorrendo das mãos. Quero a guanabara quero o rio nilo, quero tudo ter: estrela flor estilo, tua língua em meu mamilo, água e sal. Nada tenho vez em quando tudo. Tudo quero, mais ou menos, quanto. Vida vida noves fora zero.


Quero viver, quero ouvir, quero ver.

 

 

 

Zeca Baleiro, brasileiro, aqui nitidamente a cuspir postas de pescada.

publicado pela batukada às 10:53
link do post | comentar | ver comentários (4)
Sábado, 12 de Abril de 2008

Pá, cá está:

.

"RUMO A BIZÂNCIO

 
I
Este país não é para velhos. Jovens
Abraçados, pássaros que nas árvores cantam
– essas gerações moribundas –
Cascatas de salmões, mares de cavalas,
Peixe, carne, ave, celebrando no Verão
Tudo quanto se engendra, nasce e morre.
Prisioneiros de tão sensual música, todos abandonam
Os monumentos de intemporal saber."

 

Retirado daqui, neste spot de ajuda às pobres almas, onde poderão consultar o nome do senhor que traduziu, bem como o resto da tradução. Que poema bonito e triste...  

 

Agora vou ver se o Bruno ali de baixo ainda me serve cascatas de robalos grelhados a esta hora.

publicado pela batukada às 13:13
link do post | comentar | ver comentários (1)

Sofistices, no fundo.

Eu quero agradecer muito a todos os que acolheram, nos respectivos lares, o desconforto existencial que manifestei com o título do filme dos Cohen e que o tentaram sanar. Agradeço do fundinho do meu coração (pobrezinho, que ainda hoje mesmo foi ecocardiografado). Como é óbvio, eu sou uma pessoa que não sabe pronunciar Yeats, quanto mais etc. etc. e etc. Como é outra vez óbvio, meti um "" na questão, claro. A acrescer à coisa, não estava ciente de que existia um "that is" subjacente à frase "no country for old men", o que muda tudo. Estranhava a subtileza do pronome, em português. Achava que a tradução tinha de ser mais abstracta, menos específica (este país? este? mas porquê este, men?). Enfim, só problemas onde não há problemas.

 

Muito obrigada, a sério.

publicado pela batukada às 01:42
link do post | comentar | ver comentários (7)
Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

What gives, what helps the intuition?

 

Seria, certamente, um bom tema para um post. Mas há muitos assuntos pendentes por aqui, bem mais importantes. Com certeza que há.

publicado pela batukada às 21:17
link do post | comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 2 de Abril de 2008

Eu hoje acordei assim®: "men, hoje é Bombsday!"

.

E o Bombsday só acontece uma vez por ano, de maneira que temos de aproveitá-lo muito bem.

 

De seguida, adormeci cinco minutos e voltei a  acordar com a seguinte educação musical® na cabeça:

  

 

 

Voltei novamente a adormecer, toda contente. 

 

Mas voltei a acordar – porque tinha de ser – assim: viva o / a bomba inteligente! Juro. 

 

Parabéns, minha querida! És a maior. Desejo que estes espectaculares cinco anos (uma vida) se repitam por mais 150 cinco anos espectaculares.

publicado pela batukada às 12:47
link do post | comentar

E-mail

batukada_ms@hotmail.com

Gira-discos 'sebem

Aprecie o silêncio

Arquivos

Maio 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

blogs SAPO