Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2008

Dois mil e oito

..

Olá a todos. Gosto mais de uns, menos de outros, mas olá a sinceramente todos. Estamos quase a chegar ao fim de dois mil e oito, e, antes de o fazermos, eu gostaria de deixar escritas algumas coisas. Isto porque dois mil e oito foi um ano. Um ano, exactamente isso. Um ano em que se passaram coisas e, efectivamente, situações. Na minha pessoa, na tua pessoa, na pessoa dele e dela.

 

Tenho efectivamente mais a dizer sobre dois mil e oito, mas gostaria de o fazer sob a forma de lista, onde passarei a descrevê-lo por trimestre, semi-trimestre e mês, até porque foi o ano mais... seccionado, vá, que vivenciei. Aqui vai, então.

 

– De Janeiro a Março: dois mil e oito foi um ano boçal, sem escrúpulos e sem maneiras, mas também lindo em meados de Março. Foi, neste trimestre, um ano em que me deparei com os meandros envolvidos na compra de uma casa. De uma simples casa que acabei por não comprar. De modo que fiquei a conhecer o submundo das imobiliárias. Nos meados de Março, nasceu-me mais um sobrinho lindo, e o mundo floriu.

 

– De Abril a Junho: dois mil e oito contiunou a florir e foi um ano tranquilo neste trimestre, já que encontrei outra casa que acabei por comprar, mais bonita do que a do trimestre anterior – a que não comprei – e encontrei uns senhores especializados em mudanças, muito bons, referenciados pela Sam e tudo.

 

– De Julho a Setembro: dois mil e oito foi um ano bem bom e ao mesmo tempo perverso, nomeadamente em inícios de Julho. De resto: cheio de planos e calor. Cheio de alegrias, de campo, de rosmaninho, de Tejo, de passeios calmos pela mão, de Lisboa. Lisboa, Lisboa. Lisboa, cada vez mais nos nossos corações.

 

– De Outubro a Novembro: dois mil e oito trouxe-nos o Novembro que havia de mudar as nossas vidas. Para sempre e para um buraco sem fundo. Preto, preto, preto. Sem vislumbre de claridade. Enfim, caralho.

 

– Em Dezembro: dois mil e oito devolveu-me uma luz, sobre a forma de branco, vermelhos, preto e Paris. Casei-me, e terei muitos filhos. Ou não. Na verdade, basta-me o amor. O meu amor.

 

 

 

 

Um 2009 para todos! Assim mesmo: um 2009 para todos.

publicado pela batukada às 11:12
link do post | comentar
9 comentários:
De lua a 31 de Dezembro de 2008 às 13:29
Bastas tu.

Bastas tu mas isto sou eu que até tenho medo de comentar e destruir a harmonia deste post.

Bastas tu. E basta quem a ti te baste. E mais nada.
De Saavedra a 31 de Dezembro de 2008 às 14:02
Um 2009 para ti também, minha querida!
De Sara a 31 de Dezembro de 2008 às 14:15
Parabéns! Desejo-te um "Dezembro de 2008" para sempre. Beijinhos
De Sam a 31 de Dezembro de 2008 às 19:24
A foto está linda. Bom ano.
De Sam a 31 de Dezembro de 2008 às 19:52
Aquilo das mudanças, afinal eram mesmo precisamente os do cartaz. É extraordinário.
De andreia moreira a 2 de Janeiro de 2009 às 11:53
Olé! Obrigada pela visita ao meu canto. Quero só dizer-te que esta fotografia retrata bem o que vocês sentem e o que viveram no vosso dia. São 2 pessoas bonitas. Desejo-vos o melhor e que 2009 seja como o 2008 nos trimestres, semi-trimestres e meses bons, mesmo, mesmo bons! Beijinhos. Andreia (a prima da Cat)
De rititi a 5 de Janeiro de 2009 às 12:30
Que bonito, minha querida.
E sim, basta o amor, o que já nao é pouco!
Beijinhos e bom ano
De batukada a 7 de Janeiro de 2009 às 15:07
Obrigada, minhas queridas. Muito obrigada mesmo!
De isabel a 9 de Janeiro de 2009 às 19:58
Parabéns minha linda.
Muita muita felicidade. Toda a tend direito
Um grande beijinho
Isabel

NOTA: Já sei que foi uma festa e-n-c-a-n-t-a-d-o-r-a!

Comentar post

E-mail

batukada_ms@hotmail.com

Gira-discos 'sebem

Aprecie o silêncio

Arquivos

Maio 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

blogs SAPO