Sexta-feira, 22 de Fevereiro de 2008

As minhas amigas não católicas andam a casar pela igreja católica e a ASAE deixa

 

ou Contributo para o Direccionamento das Energias da ASAE para Assuntos Realmente Prementes

.

.

(Desculpem, queridas amigas não católicas que se casaram pela igreja católica, mas tem de ser. mwhahahahaha!) Deflagra nas pessoas da minha geração, algumas delas minhas amigas, um fenómeno jean-jacques: o casamento na igreja católica pela gireza inerente à coisa. Não pela religiosidade, não pelo sacramento em si, não pela fé. Por ser giro (como se sabe, as igrejas têm sempre aqueles pé-direitos gigantes, aquelas figuras barrocas e uma boa acústica para o quarteto de cordas). Ainda que não compreenda a necessidade da religião nem compreenda a religião em si porque, men, nunca tive uma, e ainda que nunca tenha seguido rituais religiosos, e, inclusivamente, nunca nada, sinto-me, contudo, compelida a imaginar que existe uma certa gravidade e uma falta de respeito gigante em anuir ou vestir a pele de um culto só porque… é giro. Portanto, responsáveis pela catolicidade de todo o país, não pensem que assim angariam crentes, angariam é problemas (imaginemos) e mentalizem-se de que chegou a altura de contratarem a ASAE para acabar com esta libertinagem espiritual. É isto mesmo: este fenómeno tem de ser travado e os casamentos controlados, e nada melhor que uma entidade como a ASAE para o fazer.

 

A ASAE, com licença, criaria o Departamento para o Controlo da Religiosidade e o controlador responsável pelo mesmo trataria de designar agentes para as várias paróquias que controlariam os casamentos religiosos. Proponho, então, as cinco linhas de acção de seguida indicadas que deverão ser efectivadas aquando da chegada de um casal à igreja dizendo “senhor padre, queremos casar aqui”.
 
 1. O senhor padre pediria para o casal aguardar e iria ao quartinho dos fundos ligar para o agente da ASAE designado para aquela paróquia informando-o do sucedido.


2. O senhor agente deslocar-se-ia à igreja e a partir daí suceder-se-iam coisas, como as que se listam de seguida.


3. Levaria o casal a assistir a uma missa, onde verificaria se as pessoas estão a par da rotina católica, analisando, sobretudo, se a coordenação motora dos mesmos reage nos momentos certos, i.e., se se levantam no tempo certo, se dão o beijinho ao senhor do lado na altura certa, se cantam no momento certo etc.


4. Obrigaria o casal a rezar uma novena de cor, aferindo, assim, do conhecimento católico efectivo que o casal detém.


5. Pediria ao casal que explicitasse, justificando, a importância de nosso senhor e da igreja nas respectivas vidas, comprovando, assim, a fé que têm.

 

Todas as informações seriam dispostas numa grelha feita em Excel. Só casaria pela igreja o casal que conseguisse levar a cabo de forma positiva as três últimas linhas descritas. Os casais reprovados seriam encaminhados para cursos de cidadania e civilidade, também a cargo da ASAE, a serem ministrados em instalações próprias.

 

Qualquer dúvida, é escrever para o e-mail acima registado.


Bom fim-de-semana!

publicado pela batukada às 16:01
link do post | comentar
15 comentários:
De gustty a 23 de Fevereiro de 2008 às 01:00
parece-me bem. não sei porquê... mas parece-me bem.

já agora, aproveito este momento de heresia para dizer que
>>> VENDO T3 COM GARAGEM EM SETÚBAL <<<

é só ir a:
http://www.flickr.com/photos/gustty/2285010830/


obrigadinha!
De batukada a 23 de Fevereiro de 2008 às 10:37
Disponha, disponha, meu grande maluco. É uma boa casa, sim senhor.
De Anónimo a 15 de Agosto de 2008 às 18:26
hmmm.... Não vejo qual é a obrigatoriedade de saber todos os rituais católicos . Jesus não institui rituais mas sim a igreja alicerçada na fé .

Filipa
De Lua a 23 de Fevereiro de 2008 às 11:09
Olha... este é um daqueles que me faz pensar "Mas como é que eu não consegui articular a mesma treta há mais tempo?"

Subscrevo, sim senhor, e até te vou copiar no meu blogue com menção a inteligência superior...

Porque tem de ser...

Beijos
De Cat a 24 de Fevereiro de 2008 às 12:20
muito bom! lol
De teresa a 24 de Fevereiro de 2008 às 18:14

ri, ri, ri!

é mesmo, este fenómeno de casamentos religiosos de fachada demonstram como está descredibilizada a igreja ou qualquer outra religião. e, pois tá claro, não há autoridade competente para o impedir. valha-nos a asae noutras áreas para não nos sentirmos "na rua das amarguras".


De Kate a 26 de Fevereiro de 2008 às 17:45
E depois começava a moda de ir casar a Espanha...
De http://blogdoputo.blogspot.com a 27 de Fevereiro de 2008 às 18:49
Eu cá acho que a instituição do casamento deveria ser privatizada, a cerimónia desincentivada, já para não dizer proibida. Viva o Fri Lobe!
(Muito bom post, men!)
De ruben a 6 de Março de 2008 às 14:13
... carago! (... e não é viva que se diz, é "biba"!!!!!)
De batukada a 10 de Março de 2008 às 00:42
Viva ó Fri Lobe, agora é que falaste muita bem =)
De Vieira do Mar a 5 de Março de 2008 às 02:22
Minha querida, eu fui infelizmente uma dessas pessoas não católicas que casou pela igreja porque achou aquilo "giro". Felizmente, tal irreflectido acto ocorreu ainda muito adentro do século passado, algures lá pelo meio, e nessa altura a ASAE seria, vá lá, apenas uma ideia engraçada na cabeça de alguém. Mas posso assegurar-te, jurar-te a pés juntos eusejeceguinha, que tive praticamente que fazer essas coisas todas e mais algumas, para passar pelo apertado crivo dos padres da Junta de Freguesia de Benfica, inclusive um "curso de preparação" para o matrimónio, ministrado um padre (?) e um casal católico (estás a ver o vizinho do homer simpson? esse), que durou várias semanas. Várias. E v~e lá tu que mesmo assim, aos olhos de Deus não estou casada, o que é vagamente discriminatório, parece-me. Valeu-me a cerimónia ter sido de facto muito "gira", aleluia!
De ruben a 6 de Março de 2008 às 14:10
hate flanders
De batukada a 10 de Março de 2008 às 00:44
Opá, fizeste tudo certinho, momore, não tem problema! De qualquer maneira, tu não contas, sabes como é.
De ruben a 6 de Março de 2008 às 14:09
LOL, LOL, LOL, LOL, :D
De Anónimo a 15 de Agosto de 2008 às 18:29
FASCISTA!

já agora kerias a igreja so pra ti lololol

Comentar post

E-mail

batukada_ms@hotmail.com

Gira-discos 'sebem

Aprecie o silêncio

Arquivos

Maio 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

blogs SAPO